Bem vindo visitante

Trabalho Escravo

Como se prevenir

Se você mora em um município de onde os trabalhadores precisam sair para conseguir emprego, talvez já tenha ouvido falar na figura do “gato”. É assim que é conhecida a pessoa responsável por recrutar os trabalhadores em determinada localidade e levá-los para as fazendas. Em alguns locais, ele também é chamado de empreiteiro.

O “gato” chega com uma boa conversa e faz muitas promessas ao trabalhador: ótimo salário, serviço bom, adiantamento para a família, patrão excelente. O trabalhador acaba iludido, “aprisionado por promessas”, e é levado para longe de sua casa. Ele não tem a carteira assinada nem informações concretas sobre a localização da fazenda. Só quando chega lá é que percebe que não era nada daquilo que tinha sido ofertado. Era uma fraude.

Em outros casos, empresas terceirizadas realizam a contratação dos trabalhadores.

Para se prevenir, o trabalhador só deve deixar seu município com a carteira de trabalho assinada e devolvida antes da viagem. Além disso, deve procurar se informar sobre a propriedade onde o trabalho será realizado: seu nome, endereço e contato. É importante deixar essas informações com a família e o sindicato.